Sábado, 5 de Abril de 2008

MARTIN LUTHER KING JR. - 40 ANOS DEPOIS

Martin Luther King durante o seu famoso discurso «I Have A Dream» em 28 de Agosto de 1963

O dia de ontem marcou os 40 anos sobre o assassinato de Martin Luther King Jr. Foi no dia 4 de Abril de 1968 que, com um único tiro na cabeça, o primeiro candidato negro viável à Presidência Americana morreria em Memphis, Tennessee, na varanda de um hotel no centro da cidade. Quarenta anos depois, os Estados Unidos estão agora a um passo (se bem que ainda grande…) de, pela primeira vez, terem um Presidente negro.

 

Mas Barack Obama não goza da mesma simpatia e credibilidade que fazia de Martin Luther King um profeta político. Os percursos são diferentes. Luther King era um pastor protestante, fortemente marcado por uma aitude pacifista, de diálogo postivo e espírito  construtivo. Já Obama tem como pastor e mentor espiritual e político o pastor Jeremiah Wright, de Chicago, conhecido pelos seus discursos incendiários, com uma forte componente racista contra a América branca. O seu conhecido sermão «The Audacity to Hope», tornou-se a inspiração para o discurso de Obama em 2004 na Convenção Democrática. Daí resultou um best-seller de Obama com o mesmo título. Entretanto, o pastor Wright tem estado muito activo na campanha de Obama e parece ser uma das forças de retaguarda responsáveis pela ascensão meteórica de Obama.

 

Mas os últimos dias marcaram um distanciamento cauteloso e embaraçado de Obama em relação a Wright. É que em vários sermões, recentemente removidos da livraria da Igreja de Wright, o pastor condena claramente a América, tendo dito que o Hino «Deus abençoe a América» deveria antes ser cantado «Deus amaldiçoe a América». Wright disse também numa de suas prédicas que o Governo Americano criou o vírus da SIDA só para matar os negros, enquanto se refere aos Estados Unidos da América como os «Estados Unidos da América Branca», atacando os líderes evangélicos brancos. No decorrer de uma reunião litúrgica na sua igreja, Wight fez campanha contra Hillary Clinton dizendo, na sua prédica, que Bill Clinton fez aos americanos negros o que antes tinha feito a Monica Lewinsky!  Pode ver aqui.

Foi a divulgação pública destes factos que embaraçou Obama, levando-o a demarcar-se e distanciar-se de Wright, dizendo que não tinha conhecimento de tais posições por parte do seu pastor...

 

Martin Luther King Jr., que aqui evocamos, era de um espírito diferente! Quem não conhece a famosa frase de um dos discursos políticos mais conhecidos de todos os tempos? «I have a dream…». Reconciliação, aproximação franca e perdão sincero eram ideias e atitudes que permeavam todo o seu discurso e forma de vida. Obama terá primeiro de mostrar que não tem mesmo nada a ver com as posições racistas do seu mentor e que a cor não faz parte do seu programa político.

 

Luís Seabra Melancia

Docente na Lic. em Ciência das Religiões na Universidade Lusófona

 

 
Publicado por Re-ligare às 03:45
Link do post | Comentar | Favorito
2 comentários:
De Transdisciplinar a 5 de Abril de 2008 às 04:03
Tem toda a razão.
De Samuel R. Rodrigues a 15 de Abril de 2008 às 12:40
O Prof. Luís tem toda a razão em interrogar-se sobre o relacionamento de Obama com seu pastor, estando este bem longe de ser comparado a Martin Luther King.
Em todo o caso os discursos do pastor Jeremiah Wright estão a léguas dos de MLK , que dizia que "o ser humano deve desenvolver, para todos os seus conflitos, um método que rejeite a vingança, a agressão e a retaliação. A base para esse tipo de método é o amor"
Não é bem isso que as pregações do pastor supracitado sempre deixam transparecer.
Esperemos que Obama não se deixe influenciar por uma sede de vingança, agressão e retaliação da parte de certas comunidades, que de cristas nada têm e que delas se demarque claramente.

Sim, MLK foi um verdadeiro politico, do qual todos os que aspiram a tal nobre função se deveriam inspirar.
Acreditava no que dizia e dizia o que acreditava.

"Se um homem não descobriu algo por que morrer, ele não está preparado para viver"
Martin Luther King

Comentar post

.Mais sobre Ciência das Religiões

.Pesquisar

.Posts recentes

. Ψυχή, Psychē e Fado

. A PRESENÇA AUSENTE (três)...

. A CULTURA QUE NOS REDEFIN...

. Música e Emoções - Romant...

. Biomusicologia – Definiçã...

. Natal, naTAO

. Encontro com Manuel Frias...

.Arquivos

.tags

. todas as tags

.Links

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds