Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

A TOCHA

          A tocha olímpica está a dar um forte contributo para o aquecimento global. Está, definitivamente, a fazer aquecer o ambiente - o desportivo, o político, o social.

          As procissões de Londres, Paris ou S. Francisco têm feito desta peregrinação, de alcance planetário, uma verdadeira «via crucis». Uma via dolorosa composta não por catorze, mas por cento e trinta e cinco  estações dolorosas - as cidades por onde, em princípio, a tocha passará. Ao invés de se tornar um símbolo dos valores do universalismo, da concórdia e da aproximação entre povos, a tocha olímpica está tristemente a tornar-se um objecto gerador de ódio, violência extremada e separação.

          Esta tocha, qual símbolo sagrado originário do monte Olimpo, tornou-se, afinal, um símbolo profano de guerra. Mas não é novo: também outro símbolo, a cruz, erigido noutro tempo e noutro monte, tem sido igualmente usado ao longo dos séculos como arma de arremesso por quem pensa ser o dono da mente e da crença do outro, o único detentor das causas dignas e legítimas.

          O mais triste de tudo isto, contudo, é ver a facilidade com que os homens se aproveitram e apropriam de símbolos universais e os tornam reféns e instrumentos de troca das suas pequenas causas particulares.

          Esta agitação tem feito do slogan que serve de tema a estes Jogos, «Um mundo, Um sonho», uma verdadeira anedota. Para David Zweig, o chefe do Centro de Relações Transnacionais Chinesas na Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, «este sonho veio a tornar-se um terrível pesadelo».

          Vejamos se conseguem apagar a tocha… e, ao fazê-lo, resolver o problema do Tibete. Se ao memos fosse assim tão fácil…

 

Luís Melancia

Docente da Lic. em Ciência das Religiões

Publicado por Re-ligare às 23:31
Link do post | Comentar | Favorito

.Mais sobre Ciência das Religiões

.Pesquisar

.Posts recentes

. Ψυχή, Psychē e Fado

. A PRESENÇA AUSENTE (três)...

. A CULTURA QUE NOS REDEFIN...

. Música e Emoções - Romant...

. Biomusicologia – Definiçã...

. Natal, naTAO

. Encontro com Manuel Frias...

.Arquivos

.tags

. todas as tags

.Links

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds