Domingo, 31 de Agosto de 2008

A IMPRESSIONANTE ITACOATIARA DE INGÁ

  

O conjunto de pedras da cidade de Ingá fica a 2 km do centro da cidade, no estado da Paraíba. A cidade de Ingá está localizada a 98 km de João Pessoa, capital do Estado, e a 37 km de Campina Grande. O percurso pode ser feito partindo destas cidades pela rodovia BR-230, duplicada e com pavimento em excelente estado de conservação.
 
A principal pedra de Ingá mede aproximadamente 25 metros de largura por 3 metros de altura. Esta pedra está localizada às margens do rio Ingá. Nas proximidades há um grupo de pedras menores. A beleza natural formada pelo conjunto da vegetação e do pedregulhal salta aos olhos. No local há também um museu onde se pode obter informações sobre as pedras e sobre a pré-história.
 
 
Vista parcial do conjunto de pedras de Ingá. Ao fundo, vê-se a Itacoatiara de Ingá. O rio Ingá se situa por trás da Itacoatiara.
 
Mas o que mais impressiona em Ingá não é a exuberante beleza da paisagem natural, típica da caatinga do cariri paraibano. Conhecida como Itaquatiara (ou Itacoatiara) de Ingá, que em linguagem indígena tupi significa “pedra riscada”, a Pedra de Ingá apresenta o mais enternecedor conjunto de inscrições rupestres já visto.
 
Os traços da Itacoatiara de Ingá são desenhos e inscrições sui generis, não encontrados desenhos semelhantes – penso eu – em nenhum outro lugar do mundo. A forma de comunicação utilizada por quem talhou a pedra é única, não presente em nenhuma outra inscrição, nem mesmo nos demais sítios arqueológicos existentes nas cidades próximas. Por este motivo, a Itacoatiara de Ingá se tornou o mais significativo monumento arqueológico brasileiro, tendo sido tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional - IPHAN.
 
 
 
 
Algumas inscrições da pedra.
 
Os primeiros registros escritos pelos portugueses e desbravadores da região datam do século XVII. Porém, os arqueólogos que estudaram o local não conseguiram concluir com exatidão a data da feitura dos desenhos. A corrente majoritária acredita que o espaço foi um local de culto, onde eram realizados sacrifícios e cerimônias religiosas. Outro grupo tem a opinião de que a Itacoatiara de Ingá foi uma espécie de observatório, onde sacerdotes se reuniam para observar as estrelas. Os defensores desta última idéia entendem que as inscrições talhadas formam um mapa estelar, com as constelações celestes. A quem acredite que o local foi um oráculo.
 
Sobre a Pedra de Ingá, vejamos o seguinte trecho, retirado do sítio da PBTUR (Empresa Paraibana de Turismo S.A.): “A pedra do Ingá possui inscrições rupestres e recebe milhares de visitantes todos os anos, é um dos monumentos arqueológicos mais significativos do país, situado no município de Ingá, no interior da Paraíba. Muitos acreditam na presença de extraterrestres e a grande maioria na existência de uma civilização antiga.  Trata-se de um conjunto de pedras, onde há inscrições, cujas traduções são desconhecidas. Têm sido apontadas diversas origens, e há quem defenda origem extraterrestre. Nessas pedras estão esculpidas figuras diversas, representando animais, frutas, humanos, constelações e até a Via Láctea.”. Reportagem “Oficina discute preservação da Itacoatiara do Ingá”, datada de 01.10.2007. http://www.pbtur.pb.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1013.
 
Imagens gravadas da Itacoatiara podem ser vistas também no sítio Youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=519ccARKrBE

                            

A Pedra de Ingá está entre as opções que concorrem no concurso "As 7 Maravilhas da Paraíba", promovido pelo Governo do Estado da Paraíba. A votação está a ser efetuada através do sítio http://www.paraiba.pb.gov.br/.
                  

Hugo Alexandre Espínola

(aluno do Mestrado em Ciêncas da Religião da Un. Federal da Paraíba)

Publicado por Re-ligare às 00:57
Link do post | Comentar | Favorito
2 comentários:
De luiz carlos a 6 de Novembro de 2011 às 22:22
Por favor coloquem mais assuntos sobre a pedra do inga ex= opinioes e caracteristicas
De Marcelino Alvarez Villarroya a 29 de Março de 2012 às 17:24
Les paso un link hacia un estudiio SERIO, sobre la piedra de Ingá, publicado por El Instituto de Arqueología Brasileira (I.A.B.) con sede en Río de Janeiro, en 1986.
Su Título: EL CALENDARIO SOLAR "DA PEDRA DE INGA" UNA HIPÓTESIS DE TRABAJO.
http://www.astrosafor.net/Huygens/2005/53/Itacoatiara.htm
Ahi queda razonado que no hacen falta extraterrestres para explicar el origen de los dibujos de la Piedra de Ingá, o al menos de una parte de ellos.
Perdón por no utilizar el portugués.
Saludos
Marcelino Alvarez

Comentar post

.Mais sobre Ciência das Religiões

.Pesquisar

.Posts recentes

. Ψυχή, Psychē e Fado

. A PRESENÇA AUSENTE (três)...

. A CULTURA QUE NOS REDEFIN...

. Música e Emoções - Romant...

. Biomusicologia – Definiçã...

. Natal, naTAO

. Encontro com Manuel Frias...

.Arquivos

.tags

. todas as tags

.Links

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds