Sábado, 23 de Dezembro de 2006

Natal – uma nota

O Natal, à letra, o nascimento, é a data consignada pela tradição cristã como marco para o nascimento de Jesus, o Cristo.
A data exacta é totalmente desconhecida. Algumas tradições dizem que se começou a festejar esse momento na viragem do primeiro para o segundo século da era cristã.
O único exacto dado que temos reside no facto de, em 137, o Bispo de Roma ter instituído oficialmente essa festa.
Contudo, só em 350 o Papa Julio I escolhera data de 25 de Dezembro como o dia da observância do nascimento do Cristo.
As representações deste nascimento são significativamente recentes, devendo-se aos Franciscanos, no século XIII, a proliferação das figurações do presépio.
 
Hoje, caríssimos irmãos, nasceu o nosso Salvador. Alegremo-nos. Não pode haver tristeza no dia em que nasce a vida, uma vida que destrói o temor da morte e nos infunde a alegria da eternidade prometida.
Ninguém é excluído desta felicidade, porque é comum a todos os homens a causa desta alegria: nosso Senhor, vencedor do pecado e da morte, não tendo encontrado ninguém isento de culpa, veio para nos libertar a todos. Alegre-se o santo, porque se aproxima a vitoria; alegre-se o pecador, porque lhe é oferecido o perdão; anime-se o gentio, porque é chamado para a vida.
Ao chegar a plenitude dos tempos, segundo os insondáveis desígnios divinos, o Filho de Deus assumiu a natureza do género humano para a reconciliar com o seu Criador, de maneira que o demónio, autor da morte, fosse vencido pela mesma natureza que ele tinha vencido.
Por isso, quando nasce o Senhor, os Anjos cantam jubilosos: Glória a Deus nas alturas; e anunciam: Paz na terra aos homens por Ele amados. Eles vêem, com efeito, como se levanta a Jerusalém celeste, formada pelos povos de toda a terra. Perante esta obra inefável da misericórdia divina, como não há-de alegrar-se o mundo humilde dos homens, se ela provoca tão grande júbilo nos coros sublimes dos Anjos?
Dos sermões de São Leão Magno, papa
Paulo Mendes Pinto
 
Publicado por Re-ligare às 10:00
Link do post | Comentar | Favorito
1 comentário:
De Marco Oliveira a 24 de Dezembro de 2006 às 18:48
Feliz Natal!

Comentar post

.Mais sobre Ciência das Religiões

.Pesquisar

.Posts recentes

. Ψυχή, Psychē e Fado

. A PRESENÇA AUSENTE (três)...

. A CULTURA QUE NOS REDEFIN...

. Música e Emoções - Romant...

. Biomusicologia – Definiçã...

. Natal, naTAO

. Encontro com Manuel Frias...

.Arquivos

.tags

. todas as tags

.Links

.Links

blogs SAPO

.subscrever feeds